Angio RM Total

Escrito por Dr. Denis Szejnfeld

 

Os avanços tecnológicos no campo da ressonância magnética têm sido muito importantes nos estudos angiográficos por ressonância magnética, ou angio-RM. Os novos aparelhos de alto campo dotados de sistema de mesa móvel e bobinas dedicadas têm permitido que se faça um estudo arteriográfico de alta qualidade englobando desde a aorta torácica até as artérias tibiais em apenas um exame. As principais vantagens são a realização de um estadiamento panorâmico da doença arterial obstrutiva sem o uso de contraste iodado (utilizado na tomografia computadorizada) e sem a necessidade de um acesso arterial (arteriografia convencional).

Neste contexto, a angio-RM pode ser uma ferramenta diagnóstica útil quando se deseja estudar a aorta e artérias dos membros inferiores em pacientes com disfunção renal ou com ausência de pulsos ou naqueles pacientes em que se deseja complementar um estudo ultra-sonográfico de Doppler mas que a arteriografia seria um exame invasivo não justificado. A angio-RM também pode ser utilizada para programar uma abordagem terapêutica endovascular ou então para realizar controle não invasivo tardio pós tratamento intervencionista.

A alta resolução do método permite acompanhar lesões já diagnosticadas e tratadas na arteriografia, detectar e quantificar estenoses e programar conduta cirúrgica de maneira pouco invasiva. A angio-RM é um exame rápido, seguro e de baixo custo quando comparado à arteriografia convencional. A angio-RM constitui-se hoje numa importante ferramenta no diagnóstico da doença arterial.