Novembro Azul: 10 respostas sobre o Câncer de Próstata - CURA

Novembro Azul: 10 respostas sobre o Câncer de Próstata

Novembro Azul: 10 respostas sobre o Câncer de Próstata

Já sabemos da importância da Campanha Novembro Azul para a conscientização e prevenção de doenças masculinas, certo?

O movimento que vem crescendo anualmente e acontece no penúltimo mês do ano dá foco, principalmente, no combate ao câncer de próstata, que segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) é o mais comum entre os homens e representa 29% dos diagnósticos da doença no Brasil.

Dados do Instituto indicam que, entre os anos de 2020 e 2022, o país pode registrar cerca de 65.840 novos casos da doença a cada ano.

Por isso, a fim de fomentar ainda mais a Campanha, listamos as principais perguntas sobre a doença, formas de prevenção e diagnóstico. Uma maneira de informar e quebrar o tabu e preconceito em relação a doença.

Vamos lá? Ah, e para mais detalhes sobre o Novembro Azul, acesse essa matéria em nosso blog.

 

Primeiramente, o que é a próstata?

Trata-se de uma glândula do corpo masculino localizada na frente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a uretra, ou seja, o canal por onde passa a urina. Ela tem como função produzir um líquido que compõe parte do sêmen, para nutrir e proteger os espermatozoides.

 

O que é o câncer de próstata?

Câncer de próstata é o tumor que afeta, como o próprio nome diz, a região da próstata. Na maior parte dos casos, ele cresce de forma lenta e não dá sinais da enfermidade ao longo dos anos. Por isso. os exames preventivos a partir de uma certa idade são tão necessários.

 

Existem fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a doença?

Sim, existem. Os principais deles são:

  • Idade avançada: No Brasil, 90% dos casos diagnosticados são em homens com mais de 55 anos.
  • Histórico de câncer na família: são considerados do grupo de risco homens com parentes próximos (pai, irmão e tio) que tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos.
  • Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.

 

Quais os principais sintomas da doença?

Como dissemos, é comum que na fase inicial o câncer de próstata não apresente sintomas, no entanto alguns dos primeiros sinais são:

  • Dificuldade de urinar
  • Sangue na urina
  • Demora em começar e terminar de urinar
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite
  • Diminuição do jato de urina
  • Dor na região dos testículos ou perto do ânus

Ressaltamos aqui que, diante de alguns desses sinais constantes é recomendado consultar um urologista, ok?

 

A partir de qual idade é indicado a realização de exames preventivos?

Tais exames devem ser feitos por todos os homens a partir dos 50 anos ou a partir dos 40, caso exista histórico do câncer em outros homens da família.

 

Quais os exames solicitados para diagnosticar a doença?

  • Exame de toque retal: neste procedimento o médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo o dedo protegido por uma luva lubrificada no reto. Este exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.
  • Exame de PSA: trata-se de um exame de sangue para medição da quantidade de uma proteína produzida pela próstata chamada Antígeno Prostático Específico (PSA). É importante ressaltar aqui que níveis altos dessa proteína podem significar câncer, mas também doenças benignas da próstata.

Sendo assim, para confirmar a doença é preciso fazer uma biópsia. Durante o procedimento são retirados pedaços pequenos da próstata para análise em laboratório. A biópsia é indicada caso seja encontrada alguma alteração no exame de PSA ou no toque retal.

 

Caso o paciente seja diagnosticado com Câncer de próstata, de maneira geral, como será o tratamento?

O tratamento pode variar de acordo com o perfil do paciente, idade e grau da doença. Por isso, cada caso deve ser analisado de forma individual e personalizada pela equipe de especialistas e urologista – a fim de proporcionar a melhor escolha para o paciente.

Os tipos de tratamento que, normalmente são mais utilizados incluem:

  • Cirurgia/prostatectomia: é o método mais utilizado e consiste na retirada completa da próstata através de uma cirurgia.
  • Radioterapia: consiste na aplicação de radiação em determinadas áreas da próstata para eliminar as células de câncer;
  • Tratamento hormonal: é usado para os casos mais avançados e consiste no uso de remédios para regular a produção dos hormônios masculinos, aliviando os sintomas.

 

Quais as chances de cura para um paciente com câncer de próstata?

Sabia que a detecção precoce do câncer de próstata tem 90% de chances de cura? É por isso que as sociedades médicas e a própria Campanha Novembro Azul recomendam os exames preventivos anuais a partir dos 50 anos. Lembrando que homens com fatores de riscos deve iniciar a prevenção a partir dos 45 anos. Prevenir-se salva vidas!

 

Há formas de prevenção da doença?

Estudos comprovam que uma alimentação balanceada, através de uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais diminuir nãos só o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

Além disso, os fatores que mais ajudam a prevenir o câncer de próstata são:

  • Manter o peso corporal adequado
  • Praticar atividades físicas regularmente
  • Não fumar
  • Não consumir bebidas alcoólicas

 

Aonde fazer seus exames preventivos?

Aqui no CURA. Além de atendimento eficiente e personalizado, oferecemos uma estrutura com o que há de mais moderno em medicina diagnóstica. Tudo para que a experiência durante a realização dos seus exames seja a melhor possível.

Para mais informações e agendamento, clique aqui.

 

O CURA apoia a Campanha Novembro Azul!