Novembro Azul: a prevenção e a saúde do homem em foco - CURA

Novembro Azul: a prevenção e a saúde do homem em foco

Novembro Azul: a prevenção e a saúde do homem em foco

Friendly-looking satisfied and happy handsome african american boyfriend in glasses with pierced nose and tattoos on arm smiling joyfully as holding hands in pockets having nice conversation. Emotions and people concept

Chegou a vez deles!

O mês de novembro ganha a cor azul para promover a conscientização da população masculina quanto à importância da prevenção de doenças e os cuidados com a saúde.

No Brasil, os homens vivem sete anos a menos do que as mulheres, em média. Além disso são mais propensos a terem pressão arterial e colesterol altos, doenças do coração, câncer e diabetes.

 

Sobre o Novembro Azul

A campanha, movimento que começou no mundo em 2003 e chegou ao Brasil em 2008, tem como objetivo conscientizar os homens quanto à importância da realização de exames preventivos no combate a problemas de saúde que atingem esse público, quebrando um dos velhos paradigmas da população masculina sobre o hábito de visitar o médico, mesmo sem sintomas, para a prevenção de doenças.

O alerta do Novembro Azul tem foco, principalmente, no câncer de próstata, que segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) é o mais comum entre os homens e representa 29% dos diagnósticos da doença no Brasil. Dados do Instituto indicam que, entre os anos de 2020 e 2022, o país pode registrar cerca de 65.840 novos casos da doença a cada ano.

A campanha, desenvolvida ao longo do mês serve como uma maneira de reforçar a importância da prevenção, sendo a mais efetiva forma de combater a doença, que quando detectada no início, apresenta melhores chances de tratamento e cura do paciente.

 

Câncer de próstata: sintomas e prevenção

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e está localizada abaixo da bexiga. Sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

Como não apresenta sintomas na fase inicial, o câncer de próstata costuma ser identificado quando cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Por essa razão, a realização de exames preventivos regularmente é tão importante para garantir a saúde do homem.

Quando já está em fase avançada, os sintomas mais comuns são:

  • Dor óssea;
  • Dores ao urinar;
  • Vontade de urinar com frequência;
  • Presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

 

Fatores de risco:

Dentre os fatores de risco mais importantes está a idade, tendo em vista que, tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam de forma significativa em pacientes com mais de 50 anos.

O histórico familiar de câncer de próstata também é um sinal de atenção. Homens que possuem casos da doença na família (pais, irmãos, tios, entre outros) devem ficar mais atentos, pois a questão genética tem forte influência no desenvolvimento da enfermidade.

Outro fator de risco é o excesso de gordura corporal. Homens com obesidade acabam tendo maior disponibilidade no desenvolvimento da doença.

 

Prevenção é o caminho mais seguro

Como já citado acima, quando o câncer de próstata é descoberto ainda no início, as chances de curo aumentam, em muito, além do tratamento ser, em boa parte dos casos, mais simples e rápido.

O diagnóstico do câncer de próstata pode ser feito por meio da realização de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, mediante pedido médico, após indicações de sinais e sintomas sugestivos da doença.

Porém, o mais indicado é a realização de exames periódicos, mesmo sem sinais de desconfortos ou possíveis sintomas, que podem garantir a agilidade no diagnóstico, não só do câncer de próstata, mas também de outras doenças de importância, como doenças cardiovasculares e até outros tipos de cânceres.

No caso da doença na próstata, os exames mais indicados são toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos e o exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico). Outros exames podem ser necessários, no caso de alterações, para auxiliarem no correto diagnóstico.

O tratamento varia de acordo com alguns fatores, como estágio da doença, condições de saúde do paciente e outros fatores que devem ser elencados pelo médico responsável. Normalmente, quando o tumor possui baixa agressividade, a indicação é de um monitoramento periódico, para acompanhar a evolução da doença. Em casos de maior agressividade, o tratamento é mais intensificado.

 

Outros alertas

Além do câncer de próstata, o Novembro Azul chama a atenção para a saúde do homem como um todo. Estudos mostram que o preconceito, a timidez e, até mesmo, a falta de atenção ainda afastam a população masculina dos consultórios médicos, o que dificulta o diagnóstico precoce de diversas doenças.

Conheça algumas delas:

  • Doenças cardiovasculares – Neste grupo está o infarto do miocárdio, a insuficiência cardíaca e o acidente vascular cerebral, enfermidades que estão entre as principais causas de morte no Brasil e que possuem grande incidência entre os homens.
  • Câncer de pulmão – Os números de casos no Brasil indicam que essa doença atinge duas vezes mais homens do que mulheres. Além disso, a doença está muito associada ao hábito de fumar.
  • Câncer de testículos – Apesar de ser um tipo raro, é preocupante, pois a maior incidência é em homens entre 15 e 50 anos, quando estão em idade produtiva. Quando descoberto na fase inicial, é mais fácil de ser tratado e curado. O autoexame mensal é um fator preventivo muito importante, pois a partir dele o homem pode detectar possíveis nódulos, que indicam uma necessidade de atenção. Além disso, uma visita periódica ao urologista é muito importante para a prevenção.
  • Câncer de pênis – Essa enfermidade tem relação direta com as condições precárias de higiene do órgão sexual. Mais comum na população masculina do Norte e Nordeste do Brasil, a doença tem baixa incidência, mas pode atingir homens de diferentes idades.

 

ATENÇÃO!

Prevenção, portanto, é a palavra de ordem.

Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para consultas regulares e preventivas!

A realização de exames de próstata, ao menos uma vez no ano, são extremamente importantes para o diagnóstico precoce e tratamento correto.

Nós do CURA apoiamos o Novembro Azul e a importância da prevenção como garantia de longevidade.

A saúde é o maior bem do ser humano e deve ser prioridade sempre.

Agende já uma consulta, visite o seu médico e previna-se!

E então? Já se sente mais segura para fazer seu agendamento? Acesse nossos canais de atendimento e escolha seu horário de forma prática e rápida aqui.