Valoração PSA - CURA

Valoração PSA

Tecnologia em benefício do paciente

O câncer de próstata é hoje o tumor mais frequente em homens com mais de 50 anos de idade. Na maior parte dos casos, a doença tem uma evolução assintomática na fase inicial e, justamente por isso, a realização de exames de rotina periódicos nesses indivíduos é fundamental para a detecção precoce e cura.

Para fazer o diagnóstico do câncer de próstata, o CURA oferece os mais avançados métodos clínicos e laboratoriais de rotina. São eles: a dosagem do antígeno prostático específico (PSA), por meio de um exame de sangue, e o toque retal. Além disso, para ter uma avaliação mais precisa, indica-se a ultrassonografia da próstata, que pode ser feita de duas maneiras: por via abdominal e por via transretal.

VALORAÇÃO PSA

Idade

Valores normais para indivíduos negros Valores normais para indivíduos pardos

Valores normais para indivíduos brancos

40 a 49 anos

de 0,0 até 2 ng/ml de 0,0 até 2 ng/ml

de 0,0 até 2,5 ng/ml

50 a 59 anos

de 0,0 até 4 ng/ml de 0,0 até 3 ng/ml

de 0,0 até 3,5 ng/ml

60 a 69 anos

de 0,0 até 4,5 ng/ml de 0,0 até 4 ng/ml

de 0,0 até 4,5 ng/ml

70 a 79 anos de 0,0 até 5,5 ng/ml de 0,0 até 5 ng/ml

de 0,0 até 6,5 ng/ml

O valor de PSA Total superior a 4,0 nanogramas por mililitro (ng/ml) pode indicar a presença do câncer de próstata ou de outra doença.

Em caso de o paciente apresentar valores de PSA totais entre 2,0 e 10 ng/ml, independentemente da idade, recomenda-se solicitar o exame de PSA Livre para a confirmação dos valores. Caso os índices persistam, outros exames devem ser solicitados para que o diagnóstico seja preciso e a causa dessa alteração seja identificada.

CAUSAS DE ALTERAÇÕES DA PSA

  • Inflamação da próstata, conhecida por prostatite aguda ou crônica.
  • Infecção urinária ou genital.
  • Retenção urinária aguda.
  • Hipertrofia benigna da próstata, conhecida por HBP.
  • Realização de procedimentos médicos urológicos, como cistoscopia, toque retal, biópsia, cirurgia da próstata ou resseção transuretral da próstata.
  • O próprio câncer de próstata.
  • Andar de bicicleta com frequência, aumento da idade e uso de alguns medicamentos também podem elevar os valores.

Vale lembrar que, em caso de os exames apresentarem elevação de PSA, toque retal alterado ou suspeitas de anormalidades pela ultrassonografia abdominal, é importante proceder a uma investigação mais precisa, de modo a obter um diagnóstico mais conclusivo, recorrendo a ressonância magnética multiparamétrica de próstata (RMMP) e biópsia.

DESTAQUE – Atento a inovações, o CURA busca introduzir o que há de mais moderno e completo no campo da medicina diagnóstica, a fim de garantir maior qualidade e precisão de resultados para os médicos bem como total segurança e conforto para os pacientes.